quarta-feira, 27 de dezembro de 2006

Que amolação

A equipe de cinegrafistas amadores do Biselho conseguiu registrar em vídeo um momento histórico: a famosa figura do amoladoooooor passando naaaaa ruaaaaa, usufruindo de sua potência vocal para atrair clientes. Assista agora, em primeira mão:




Mais divagações sobre este ícone urbano logo aí embaixo.

Make your own kind of music



Seguindo a tradição, fechei hoje o tracklist da minha trilha sonora oficial do ano.

Não é lá uma tradição muito antiga, pra falar a verdade: o primeiro volume da série surgiu só em 2005. Mas a idéia era velha, e parte do princípio de que todo mundo tem canções que remetem a uma determinada época da vida. "Ripcord" (Radiohead) sempre me lembra 2002. "Sweetest Thing" (U2) tem a maior cara de 1998. "Hello" (Oasis) é puro 2001.

A seleção deste ano não traz necessariamente as melhores canções lançadas em 2006 (embora "You Only Live Once", dos Strokes, não pudesse faltar) nem obrigatoriamente elas pertencem às bandas que mais aprecio (mesmo que Mutantes, Led Zeppelin e George Harrison marquem presença). Melhor deixar isso bem claro pra ninguém achar que eu sou fã de carteirinha d'O Surto.

Algumas estarão incontestavelmente em minha memória nos anos que virão: afinal, que música melhor que "Night Flight" (do Led) pra me fazer lembrar do meu último semestre de faculdade?

Também houve casos em que acabei juntando duas cousas diferentes numa só canção. A imagem do australiano bêbado cantando AC/DC em Sydney e o clima rural do Rancho do Vaz estão devidamente reunidos na versão ranchesca do Hayseed Dixie para "You Shook Me All Night Long".

Enfim. A seleção que gravarei em cd assim que tiver paciência pra brigar com o Nero, que ultimamente anda bem desaforado, será a seguinte:

01. Strokes - You Only Live Once
02. Led Zeppelin - Night Flight
03. George Harrison - Give Me Love
04. Hayseed Dixie - You Shook Me All Night Long
05. Mutantes - Baby (versão Tecnicolor)
06. Chico Buarque - Deixe a Menina
07. Tuatha de Dannan - The Last Words
08. O Surto - Io-Iô
09. Dave Matthews Band - Stay
10. Arctic Monkeys - When The Sun Goes Down
11. Supergrass - Pumping On Your Stereo
12. Vinicius & Baden - Canto de Ossanha
13. Tom, Vinicius, Toquinho e Miúcha - Carta ao Tom
14. Premeditando o Breque - Sempre
15. Amaranto - O Ornitorrinco
16. U2 - Window in the Skies
17. Aerolineas Argentinas Medley (Billie Jean / People Are Strange / Space Cowboy)

Para casa: faça uma forcinha mental e indique sua trilha sonora particular do ano de 2006. Justificar as escolhas não é obrigatório mas é mais legal. Mínimo de 3 músicas. Valor 10 pontos.

segunda-feira, 11 de dezembro de 2006

O brilho cego de paixão e fé



Estou quase decifrando a letra completa da musiquinha do amolador. Ele me amola todos os dias de manhã. Antes era só aos domingos, mas a proximidade do Natal fez com que ele intensificasse a gritaria matinal, devidamente munido de apito e gorro de Papai Noel. Ele sobe a rua a passos lentos, despertando os adormecidos e incentivando o ladrar dos cães com sua melodia:

"Amoladoooooor passando naaaaa sua ruaaaa!
Amola alicaaaaaa tesooooooura facaa
Amola na hoooooooora, experimenta na horaa!
Conserta tambéeeem a panela de pressão e o fogão!"

Notem a beleza do jogo de palavras no segundo verso: em "alicatesoura", o autor faz uma conexão silábica entre os vocábulos "alicate e tesoura", realizando uma junção fonética à maneira de Marcelo Camelo em Cadê Teu Suín? e Chico Buarque em Pelas Tabelas.

No entanto, ainda acredito que ele possa cantar algo diferente: "Amola alicate, doura faca". Dourar, diz o Aurélio, é "realçar, enaltecer, dar brilho a". Dessa forma ele excluiria a tesoura da letra, sacrificando talvez um importante universo de clientes, mas enriqueceria o verso com o garboso verbo "dourar", agregando valor ao serviço.

Outra fonte de divergências está na quarta linha da estrofe: "Conserta também a panela de pressão e o fogão!". Há uma corrente que defende a presença da palavra "chuveiro" no lugar de "também" (transformando o verso em "Conserta chuveiro, a panela de pressão e o fogão!"), tornando ainda mais multifuncional o competentíssimo amolador. Nesse caso, porém, defendo a inexistência de um chuveiro.

E agora você também pode dar a sua opinião. Hoje de manhã, graças a um moderno equipamento de áudio, consegui gravar o famoso brado para compartilhar com o leitor/ouvinte deste blog. Confira:



Aproveitando a oportunidade, disponibilizo aqui um vídeo do antigo amolador que passava naaaa minha ruaaaa uns dois anos atrás. Seu grito de guerra não trazia a mesma poesia que o de seu sucessor, mas é inegável o charme de sua flautapito e do agudo glissando ascendente que ela desempenha no final.



Mais amoladores no YouTube aqui e aqui. E ainda: o jeito árabe de amolar facas.

domingo, 10 de dezembro de 2006

Imagina

Meu setlist ideal para hoje à noite:

01. A Volta do Malandro
02. Até o Fim
03. Olê Olá
04. Acorda, Amor
05. Samba do Grande Amor
06. Construção
07. Deixe a Menina
08. Partido Alto
09. Feijoada Completa
10. Meu Caro Amigo
11. Vai Trabalhar, Vagabundo
12. Noite dos Mascarados
13. Quem Te Viu, Quem Te Vê
14. Pelas Tabelas
15. Pivete
16. João e Maria
17. Passaredo
18. Roda Viva
19. Homenagem ao Malandro
20. Geni e o Zepelim
21. Mulheres de Atenas
22. Vai Passar
23. Vai Levando
24. Almanaque
25. Bye Bye Brasil
26. Flor da Idade
27. Fantasia

Bis:

28. O Meu Guri
29. Samba de Orly
30. A Banda
31. Todos Juntos

Ô Chiquim, se quiser usar fica à vontade!

Quem

Lucas Paio já foi campeão mineiro de aviões de papel, tocou teclado em uma banda cover de Bon Jovi, vestiu-se de ET e ninja num programa de tevê, usou nariz de palhaço no trânsito, comeu gafanhotos na China, foi um rebelde do Distrito 8 no último Jogos Vorazes e um dia já soube o nome de todas as cidades do Acre de cor, mas essas coisas a gente esquece com a idade.

Busca no blog

Leia também


Cinema por quem entende mais de mesa de bar

Crônicas de um mineiro na China


Uma história parcialmente non-sense escrita por Lucas Paio e Daniel de Pinho

Arquivo