segunda-feira, 14 de junho de 2010

Joga fora no lixo

Quando estive em Salvador, chamou minha atenção a diversidade de modelos de telefones públicos: se numa esquina o orelhão tinha formato de côco, na outra era um berimbau gigante. Na China, as cabines telefônicas não são especialmente famosas por serem criativas, mas a inventividade se faz presente em outro elemento fundamental da paisagem urbana: as latas de lixo.

Abaixo, uma pequena coleção de lixeiras chinesas que coletei nas últimas semanas:


Na Grande Muralha, você pode descartar seu lixo em simpáticas casinhas de madeira.


Entrada no Lama Temple, em Beijing: se desistir de queimar incenso pra Buda, pode jogá-lo fora em recipientes belamente adornados.


Lixeira na Grande Mesquita, em Xian: proteja o meio ambiente em chinês, árabe e inglês. (Que diacho é aquilo saindo do dedo desenhado?)


Tem um caracol em cima desse cisne ou eu tô vendo coisa?


Calma, galerinha verde: tá na cara que este tronco em um parque de Xian é de plástico.


Hmm, agora esse aí na subida da Grande Muralha eu não tenho certeza... o que vocês acham?


Deserto da Mongólia Interior: camelo que se preza tem buraco pra jogar lixo dentro. 


Publicado originalmente no Boca de Gafanhoto

Quem

Lucas Paio já foi campeão mineiro de aviões de papel, tocou teclado em uma banda cover de Bon Jovi, vestiu-se de ET e ninja num programa de tevê, usou nariz de palhaço no trânsito, comeu gafanhotos na China, foi um rebelde do Distrito 8 no último Jogos Vorazes e um dia já soube o nome de todas as cidades do Acre de cor, mas essas coisas a gente esquece com a idade.

Busca no blog

Leia também


Cinema por quem entende mais de mesa de bar

Crônicas de um mineiro na China


Uma história parcialmente non-sense escrita por Lucas Paio e Daniel de Pinho

Arquivo